Normal? O que é normal?

Teorias

A palavra “normal” em português escreve-se como se lê – “normal”, e seja em inglês, francês, espanhol ou alemão, também se escreve “normal”.

(Por curiosidade pode ver em mais idiomas aqui)

Embora seja uma das palavras cuja a sua escrita menos varia nos vários idiomas, para mim é das mais “perigosas” de se utilizar.

Porquê?

Porque o que é normal para mim pode ser ou não, normal para ti.

Nos últimos anos observei várias vezes numa discussão alguém dizer:

“Tu não és normal!”

Ou então…

“Desculpa, mas isso não é normal!”

E tenho a certeza que não sou o único que já assisti a este tipo de discurso.

Passando a exemplo, eu conheci uma pessoa que o normal para ele era encontrar fugas de gás com um isqueiro. Admito que possa deixar um sentido humorístico, mas não é essa a intenção, porque o ponto importante é que ele nunca se queimou.

Embora não sabendo, admito ainda que este hábito pode ter sido adquirido na família, e então para ele e para a sua família, a forma normal para encontrar fugas de gás, é diferente da minha, mas não é por isso que está errado, ou não é por isso que pode ser ridicularizado.

Ou seja, a primeira reação é dizer “não é normal”, mas o outro pode dizer o mesmo de nós, e no caso de um conflito profissional até pode haver um N+1 (hierarquia) que desempate, mas no fim do dia vai continuar a existir um tema não resolvido.

Um outro exemplo, que li recentemente, é do Jack e a da Ana, que se conheceram, a relação cresceu, e foi criada entre os dois uma relação de amor. No primeiro dia que dormem juntos, a Ana diz que gosta muito do seu cão Izzy, um golden retriever adulto de cor castanho claro, e quer que ele durma na cama. O Jack embora goste muito de cães, não se sente confortável a dormir na mesma cama com um cão de 30 kg.

Então, nesta situação o que é que é normal? 

A Ana querer dormir com um cão de médio porte.

ou 

O Jack não querer dormir com um animal de estimação que é considerado família.

Isto mostra a importância da palavra “normal” nos relacionamentos no geral, mas como é nos relacionamentos profissionais em particular, sobretudo em gestão de equipa?

Tive uma situação também com esta palavra, mas num contexto diferente de discussão. No caso foi uma definição do conceito de “tarefa entregue”.

Considerem que uma tarefa tem mais pelo menos três intervenientes:

  • Quem a executa – Developer;
  • Quem garante a qualidade – QA;
  • Quem garante que vai para produção – DevOps;

Isto é, para uma pessoa da minha equipa, o conceito de normal “tarefa entregue” era quando a parte dele terminava, mas o conceito “normal” para a equipa do cliente era quando a tarefa tinha passado por todos as pessoas alocadas à tarefa, e esta era colocada em produção.

Foi necessário realinhar o conceito, explicando ao Developer uma nova definição e ficou resolvido.

Em resumo, por favor, quando tiverem numa discussão e ouçam a palavra “normal”, mesmo que sejam vocês a dizê-la, tenham muito cuidado. Repensem se para a outra pessoa o conceito pode ser o diferente do vosso e ajam de acordo.

Se for mesmo necessário utilizar a palavra, definam para quem é que é normal, isto é, “para mim”, “para nós”. Por exemplo: 

“Para nós, o normal é que a tarefa seja considerada entregue quando a tarefa está em Produção.”

Bom, e já sabem, deixem aqui feedback sobre o que pensam sobre este assunto.

Partilhe

Last modified: Outubro 29, 2020